terça-feira, novembro 30, 2004

PORMENORES (III)

O jornal Público, fez a pergunta on-line aos seus leitores, sobre se, "Concorda com a Carta de Direitos Fundamentais, a regra das votações por maioria qualificada e o novo quadro institucional da União Europeia, nos termos constantes da Constituição para a Europa", que como toda a gente sabe, é a pergunta aprovada pelo Governo e pelo PS para o referendo europeu.
A votação não podia ser mais esclarecedora, em 6622 votantes os resultados apurados foram:
Sim 22%
Não 23 %
Não entendo a pergunta 55%
Sem comentários.

domingo, novembro 28, 2004

No Cu de Judas (Felgueiras) (II)

O Bispo de Díli e Prémio Nobel da Paz, D. Ximenes Belo, esteve hoje em Felgueiras a convite do Núcleo de Felgueiras, da Associação Amigos do Povo de Timor Lorasae.
O Núcleo de Felgueiras, é representado por António José Oliveira, e tem como objectivo angariar bens materiais, como calçado, vestuário, material escolar, brinquedos, etc., para posteriormente serem enviados para Timor.
Deseja-se que a Comunidade felgueirense se sinta mobilizada para ajudar este povo, que tanta necessidade tem, de quase tudo.
Os interessados em colaborar com esta nobre causa podem obter informações através dos números de telefone 969784850 ou 914983155.
Nas fotografias D. Ximenes Belo, com o agrupamento local dos Escuteiros.

sábado, novembro 27, 2004

Uma Pausa Com Kit...

...E Deus Criou a Mulher.
Versão francesa, anos 60, Brigitte Bardot.

...Kat (II)

...E Deus Criou a Mulher.
Versão italiana, anos 60, Sophia Loren

quarta-feira, novembro 24, 2004

Adbusters

A Adbusters, é uma organização mundial fundada pelo canadiano Lasn Kalle, com o objectivo de resistir ao consumismo desenfreado da nossa época.
É uma organização de gente comum - artistas, jornalistas, estudantes, educadores, publicitários, etc. etc. etc.- que quer mudar a maneira de consumir, e questionar as estruturas de poder de forma a divulgar alternativas à maneira que vivemos nesta Era de Informação.
As acções realizadas pela Adbusters Media Foundation visam chamar a atenção da população mundial para o estrago que as grandes corporações (McDonald's, KFC, Pepsi, Coca Cola, Texaco, Nike, Adidas, Microsoft, Calvin Klein, Marlboro, Camel, Absolut Vodka, Benetton, Etc.) causam nas sociedades e culturas a nível global, incluindo todas as implicações ecológicas e que o consumismo não destrua irreversivelmente o Planeta.
É nesta linha de pensamento que a Adbusters vem realizando "Buy Nothing Day", dia sem compras, que este ano se realiza no dia 26 de Novembro, em que propõe que se passem 24 horas sem dispender qualquer cêntimo e em que pôem em questão toda a maneira como efectuamos o consumo, especialmente daquilo que é supérfluo.
Como somos livres, é uma questão de opção.

Pormenores

A cantora islandesa Bjork, na fotografia, numa recente entrevista à revista britânica "Mojo", edição de Outubro diz que o tema "Povo Que Lavas no Rio", é a sua canção favorita, e considera a fadista Amália Rodrigues como uma das três melhores vozes femininas de sempre, a par de Meredith Monk e Nico.
A "Diva do Fado", bem merece este reconhecimento.

terça-feira, novembro 23, 2004

Like a Rolling Stone

A revista americana "Rolling Stone", considerada a Bíblia do Rock&Roll elegeu a música "Like a Rolling Stone" de Bob Dylan, (na fotografia), como a melhor música de sempre, na edição especial das 500 melhores músicas de todos os tempos, publicada este mês.
Nos lugares imediatos ficaram:
2. "( I Can't Get No)Satisfaction" dos Rolling Stones
3. "Imagine" de John Lennon
4."What's Going On" de Marvin Gaye
5."Respect" de Aretha Franklin

sexta-feira, novembro 19, 2004

quinta-feira, novembro 18, 2004

quarta-feira, novembro 17, 2004

Mero Assassínio ou Acto Terrorista?

O assassínio do realizador holandês Theo Van Gogh, em 2 de Novembro 2004, autor da polémica curta-metragem "Submission", com o argumento de Hirsi Ali, refugiada somali, muçulmana e actual deputada ao Parlamento holandês, e que se baseia em quatro histórias verídicas de mulheres muçulmanas, relatando: Uma mulher forçada a um casamento arranjado com um homem que não ama, outra abusada pelo marido e silenciada pela família, uma terceira que confessa ter sido violada pelo tio, uma última brutalmente punida pelo crime de adultério, veio colocar a questão se é apenas mais um assassínio ou pelo contrário um acto terrorista.
O presumível assassino, bem mais que presumível, Mohammed B., tem passaporte holandês e marroquino e tinha ligações a pelo menos oito outros indivíduos, todos eles na mira dos serviços secretos holandeses. Há dados aliás, que os relacionam com o atentado de 2003, em Casablanca.
O diário holandês Het Parool sublinha ainda as coincidências desta morte.Theo van Gogh foi degolado 911 dias após o assassínio de Pim Fortuyn, o popular candidato de direita assassinado em 6 de Maio de 2002 por um defensor dos direitos dos animais, assim como o atentado de 11 de Março deste ano em Madrid, ocorreu 911 dias após o 11 de Setembro de 2001, celebrizado nos EUA como "9/11".
Estaremos na presença de um código de acção da Al-Qaeda?

sábado, novembro 13, 2004

Uma pausa com Kit...

Jolie, Angelina Jolie, foi eleita pela revista "Esquire" e pela esmagadora maioria dos seus leitores "a mulher viva mais sexy", à frente de Halle Berry e de "oops, i did it, again!",Britney Spears.
Já agora, a revista "Playboy", perguntou uma vez a Angelina Jolie quem tinha os lábios maiores, se ela, se Mick Jagger. "Eu, se estiver a usar bâton", disse.

...Kat

A revista "Empire" considerou esta menina que está na fotografia, Keira Knightley, como a actriz de cinema mais sexy de todos os tempos, à frente de Angelina Jolie, Halle Berry e Marilyn Monroe. Escolha, complicada...

sexta-feira, novembro 12, 2004

O Massacre de Santa Cruz

Passa mais um ano, sobre o massacre do cemitério de Santa Cruz.
O dia 12 de Novembro de 1991, passa para a História como o dia em que o mundo abriu finalmente os olhos para Timor.O preço a pagar foi bastante elevado:

271 MORTOS
278 FERIDOS
270 DESAPARECIDOS.

Como a memória não é curta, aqui fica a minha homenagem

quinta-feira, novembro 11, 2004

Fast Food

O senhor que está na fotografia é Morgan Spurlock, que filmou o documentário "Super Size Me -30 dias de Fast Food". O documentário de Spurlock é basicamente feito, para determinar os efeitos que a comida rápida provoca no organismo, para isso submeteu-se durante 30 dias a uma dieta composta unicamente por menus McDonald's. E se ao fazer o pedido o empregado da caixa lhe propusesse a alternativa Super Size (Não disponível em Portugal), Spurlock era obrigado a aceitar.Para tornar o desafio mais aliciante reduziu a actividade física para níveis semelhantes à média americana.
Ao longo da experiência, submeteu-se a vários inúmeros exames clínicos, supervisionados por médicos cada vez mais horrorizados com a degradação do seu estado de saúde: aumento de 11 quilos, uma subida anormal dos níveis de colesterol, impotência sexual e graves danos no fígado, que levou os médicos a aconselhar a terminar a experiência.Um filme difícil de engolir pelos administradores da McDonald's, mas que já se tornou no terceiro documentário mais visto de sempre.Cabe ao leitor/consumidor deixar-se ou não cair em tentação, mas o filme acaba com o sorriso do "Happy Meal"

Slow Food

A revista "Time", de 11 de Outubro de 2004, elevou o senhor que está na fotografia à categoria de Herói Europeu, ao considerá-lo um dos 30 europeus mais importantes para o Mundo.
Carlo Petrini, fundou em 1986 uma organização chamada "Slow Food", em Barolo, na região italiana do Piemonte. A organização nasceu em protesto pela abertura do McDonald's na Piazza di Spagna, em Roma e com o objectivo de se dedicar à protecção da comida tradicional e à protecção da bio-diversidade da agricultura. Em 1989, em Paris a "Slow Food", tornou-se internacional e nunca mais parou de crescer, hoje, tem cerca de 80 000 membros em 100 países.
Petrini compreendeu que a modernidade não vale nada se esquecer-mos as tradições.Podemos ter a mais moderna tecnologia nas nossas cozinhas mas se banalizarmos a qualidade e o sabor dos produtos a cozinhar, isso é um monumental passo atrás.
Carlo Petrini, defende acima de tudo o prazer de se sentar à mesa e degustar com calma o sabor da refeição, em suma cultivar o requinte do paladar.
É o nosso mundo, "Fast Food" ou "Slow Food", eis a escolha.

Yasser Arafat

O líder da Autoridade Palestiniana, Yasser Arafat, morreu esta madrugada, às 03h30 de Paris, menos uma hora em Lisboa, no Hospital de Clamart, nos arredores de Paris.

quarta-feira, novembro 10, 2004

Terrorista ou Estadista?


Yasser Arafat apresentou-se pela primeira vez numa Assembleia Geral das Nações Unidas, em 13 de Novembro de 1974, com um ramo de oliveira e uma arma, dizendo "hoje, eu trouxe um ramo de oliveira e a arma de combatente da liberdade; não deixem que o ramo da oliveira caia da minha mão".Esta justaposição simbólica de paz e violência define a vida política de Arafat.Apesar de ter permanecido sempre verdadeiro aos seus objectivos de restabelecer um estado palestiano, os seus métodos amoleceram com o decorrer dos tempos.
Arafat nasceu no Cairo em 4 ou 24 de Agosto de 1929, filho de um mercador de sucesso e de uma mãe extremamente religiosa.O nome que recebeu ao nascer foi Mohammed Abdel Rahman Abdel Raouf al-Qudua al-Husseini, mas depressa recebeu a alcunha de Yasser, que significa "afável".A mãe de Arafat morreu quando este tinha 4 anos e o pai enviou-o para casa de um tio casado em Jerusálem.Na adolescência, nos anos 40, Arafat envolveu-se na causa Palestiniana.Antes da derrota dos Árabes às mãos de Israel em 1948, Arafat era um dos líderes do grupo que tentava fazer entrar armamento ilegal em Israel.
Depois da guerra, Arafat estudou engenharia civil na Universidade do Cairo e foi o líder da Liga de Estudantes Palestinianos e por por altura da sua formatura estava decidido a fundar um grupo que teria objectivo combater a ocupação Israelita da Palestina.Em 1956 fundou a Al Fatah, uma organização terrorista clandestina. De ínicio a Al Fatah foi ignorada pelas grandes nações árabes como o Egipto, a Síria e a Jordânia que havia formado o seu próprio grupo -a Organização de Libertação da Palestina.Só por altura da guerra dos Seis dias, em 1967 na qual os Árabes perderam a Faixa de Gaza, os Montes Golan e Jerusalém Oriental, é que a ONU se virou para Arafat.
Em 1 de Fevereiro de 1969 assumiu a liderança da OLP.
Durante 20 anos, a OLP lançou ataques sangrentos contra Israel e Arafat ganhou uma reputação de terrorista sangrento.
O grupo Setembro Negro ataca nos Jogos Olímpicos de Munique,matando 11 atletas israelitas.Arafat nunca se livrou das acusações de estar ligado ao atentado.
Mas em 14 de Dezembro 1988, quando Arafat aceitou a resolução 242, declarando o "direito de todas as partes do conflito a existirem" e recusa "toda a forma de terrorismo", aceitando a existência de Israel, ganhou a confiança dos diplomatas.
A 15 de Novembro desse ano é proclamado o Estado da Palestina, com um governo no exílio que obdece às regras das Nações Unidas.
Mais tarde em 1993 o impensável aconteceu. Arafat encontra-se com os inimigos de uma vida.As conversações secretas na Noruega conduziram aos Acordos de Paz de Oslo com o Primeiro-ministro israelita Yitzak Rabin.
Em 1994 Arafat, Shimon Peres e Yitzhak Rabin receberam o Prémio Nobel da Paz.
Em Janeiro de 1996 Arafat foi eleito o primeiro Presidente do Conselho Palestiniano, que governa a Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental.
Em 1997 os palestinianos assinam um acordo com o governo de direita de Netanyahu para a retirada de Hebron.
Em 1999, Arafat assina novo acordo com Ehud Barak, o novo primeiro-ministro israelita.
Depois da segunda Intifada em 2000, Israel remete-o a Ramallah durante 3 anos.
A 28 de Outubro de 2004 é dado como muito doente, no dia seguinte é levado para Paris e internado num hospital militar.

Andy Warhol


Este senhor é o artista adulado da "Pop Art".
Andy Warhol (1928-1987), foi também a fonte de inspiração do nome deste blog.
Não pretendo ter 15 minutos de fama, apenas tempo para alguns apontamentos, notas e pensamentos.