sexta-feira, dezembro 17, 2004

Prémio Pessoa 2004

O escritor Mário Cláudio, pseudónimo de Rui Manuel Pinto Barbot Costa, foi distinguido com o Prémio Pessoa 2004, considerado a maior distinçaõ nas áreas da cultura e ciência em Portugal.
Mário Cláudio foi distinguido " pela mestria da língua, a preocupação historiográfica, a tentação biográfica e a extraordinária invenção narrativa", disse o júri.
Mário Cláudio nasceu no Porto em 1941, formado em Direito pela Universidade de Coimbra, é técnico do Museu Nacional de Literatura de Portugal.
Mário Cláudio tem-se dedicado a vários géneros, da ficção ao teatro,das suas obras destacam-se "Amadeo", Grande Prémio do Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, "Gémeos" a "Quinta das Virtudes"e "Triunfo do Amor Português".
Um " escritor de escritores e escritor de leitores", assim o retratou o Júri.

2 comentários:

zero disse...

ora aí está ... "um escritor de escritores e escritor de leitores" ... eu cá não tenho esse conceito - confesso

às tantas é por serem tão gongóricos que os tugas lêem tão pouco - acrescento

ou sou eu que leio pouco ? - questiono

às tantas estou p'ráqui a dizer idiotices - sobressalto-me e ponho cara séria (just in case ... just in case)

hehe

Armando S. Sousa disse...

Concordo.
Talvez ficasse melhor "Leitor de grandes escritores".
Só li o "Amadeo", de Mário Cláudio, não conheço a obra dele, e mesmo esse,já o li há quase 20 anos.