segunda-feira, janeiro 31, 2005

Gandhi


Ontem passou mais aniversário da morte de Mahatma Gandhi. Como tenho vindo a fazer, com outros grandes homens que forjaram a história, vou escrever algumas notas biográficas.
Mohandas Karamchand Gandhi, nasceu em 2 de Outubro de 1869 em Porbandar, estado de Gujarat na Índia. Apóstolo da não violência, cognominado o Mahatma (A grande alma) pelo seu povo. Nascido de uma família rica e culta, fez os estudos de Direito em Londres, entre 1888 e 1891 e consagra-se à leitura do Bhagavad-Giza, do Novo Testamento e dos filósofos ocidentais, que tão grande influencia teriam sobre ele. De 1893 a 1914 estabelece-se como advogado na África do Sul, defendendo os direitos políticos e sociais da vasta comunidade indiana contra a segregação racial, nomeadamente através do jornal Opinião Indiana, por ele fundado. De regresso à Índia, participa na vida política, tornando-se chefe do Congresso, em 1919. Depois do massacre de Amritsar, convence os seus compatriotas a boicotar as instituições e produtos ingleses, iniciando-se uma série de manifestações não violentas. Em 1930 toma a chefia de um movimento de luta aberta contra a Inglaterra.Através de longas greves de fome, manifesta a sua revolta contra o domínio inglês, sendo encarcerado várias vezes: no plano interno tenta conciliar muçulmanos e hindus e melhorar a condição dos Intocáveis. Em 1947 a sua política triunfa com a obtenção da independência da Índia, mas não pode impedir a separação do Paquistão. Foi assassinado, em 30 de Janeiro de 1948, em Nova Deli, por um fanático brâmane que desaprovava a sua política de tolerância religiosa. As suas cinzas foram imersas no rio Ganges perante uma multidão consternada. A sua dignidade moral e o exemplo da sua vida fazem de Gandhi uma figura inesquecível. Deixou uma obra intitulada "Experiências da Verdade".
Se pretender saber mais, não deixe de visitar www.gandhiserve.org.

8 comentários:

mfc disse...

O filósofo da não violência como forma de luta!
E venceu...

Anónimo disse...

Há homens que lutam um dia e são bons,há outros que lutam um ano e são melhores, ha os que lutam muitos anos e são muito bons.
Porem ha os que lutam toda a vida e esses são imprescindiveis. (Dalai Lama)
Devia referir-se a homens como este.......
butterfly

Å®t_Øf_£övë disse...

Foi de facto um grande homem.
Abraço.

francis disse...

Gandi homem!

Angela disse...

Sempre será uma referência. Obrigada por nos lembrares dele.

hamy-pros-friends disse...

Admiro os que lutam pela humanidade e que encontram força para o fazer...

Pedro disse...

Mahatma, como um em milhões! O seu legado perdura, bem como os desafios a que se propôs responder. Honremos a sua memória nas nossas lutas diárias!

Menina_marota disse...

Existem "homens" que nunca serão esquecidos, mas, pelas coisas más que fizeram! Um Hitler, por exemplo!

Existem HOMENS que ficarão na memória de todos, pelo seu grande amor à humanidade e na força que tiveram na luta das suas convicções, especialmente pela Paz e pela comunhão de palavras e atitudes! A tolerância era a base das suas convicções. Morreu por elas!
Abraço e obrigada, por nos teres lembrado este grande Homem.
http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/