quinta-feira, fevereiro 24, 2005

Década de Quarenta


A década de quarenta começa com o realizador John Ford a receber o seu segundo Óscar, com o filme "As vinhas da ira", de 1940 proeza que repitiria no ano seguinte com "O vale era verde". Aparece também através dos filmes de John Ford uma das maiores lendas de Hollywood, John Wayne, com a criação da personagem Ringo Kid, do filme "Stagecosch", viria a receber um Óscar da Academia nos anos sessenta pelo seu desempenho no filme "True grit". Ginger Rogers, que nos anos seguintes iria fazer uma dupla famosa com Fred Astaire em filmes musicais, recebe o Óscar de melhor actriz pelo seu desempenho no filme "Kitty Foyle", de1940.Em 1943, estreava-se o mais popular filme de todos os tempos "Casablanca". Receberia 3 Óscares, o melhor filme, melhor realizador, Michael Curtiz e melhor argumento. Mas a sua lenda e o casal Humphrey Bogart e Ingrid Bergman, duraria muito para além de qualquer distinção. A famosa frase, nunca dita "play it again, Sam" e a música "As time goes by", são exemplos. O filme "Os melhores anos das nossas vidas" de 1946, receberia sete Óscares para outras tantas nomeações. Em 1948 John Huston conquista o reconhecimento da crítica e recebe dois Óscares pelo filme "O tesouro da Sierra Madre", melhor realizador e melhor argumento.A década não acabaria sem o reconhecimento do valor de Josep L. Mankiewicz, que em dois anos consecutivos, 1949 e 1950, receberia simultaneamente o Óscar de melhor realizador e Óscar de melhor argumento, pelos seus filmes "All about Eve" e "A letter to three wives". James Stewart no filme " Do céu caiu uma estrela" em 1940,Gary Cooper no filme "Sargento York", em 1941, James Cagney no filme "Yankee Doodle Dandy". em 1942, Laurence Olivier pelo seu excepcional desempenho em "Hamlet", em 1948 receberam o Óscar de melhor actor do ano.

4 comentários:

francis disse...

Gostei deste! Tem aqueles pózinhos mágicos que fazem o filme excepcional; o fatalismo da separação final. A Ingrid também era um borracho apesar da fita a preto e branco.

hamy-pros-friends disse...

maravilha! pena ser a preto e branco!


obs: já estão a conjecturar... aquele burro não sabe que ...

Anónimo disse...

Desta década o melhor filme é Casablanca.

Menina_marota disse...

Um filme que revejo sempre com agrado... :-)