sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Grandes Homens, Grandes Causas


No âmbito da campanha internacional, "Faça da Pobreza História", Nelson Mandela, defendeu ontem num magacomício em Trafalgar Square, Londres, a libertação dos escravos da pobreza, insistindo que tratando-se de obra do homem, pode ser erradicada pela acção do homem. "Neste novo século, milhões de pessoas dos países mais pobres do Mundo continuam presas, escravizadas e acorrentadas.Chegou a altura de as libertar", disse Nelson Mandela à multidão que o ouvia. Acrescentando que " Tal como a escravatura e o apartheid, a pobreza não é natural. É obra do homem e pode ser erradicada pelas acções dos seres humanos." Para que o Mundo se liberte de uma "desigualdade obscena", Mandela pediu aos dirigentes dos países ricos para "não hesitarem, não desviarem o olhar, porque o mundo está sedento de acções e não de palavras".
Uma grande causa, defendida por um grande Homem.

12 comentários:

francis disse...

A erradicação da pobreza passa pela humanização do ser humano. Não sei se alguém já disse isto mas... O ser humano é o menos humano dos seres.

Angela disse...

Cada bocadinho que cada um faça, já é uma grande ajuda.

polittikus disse...

Um grande Homem sem dúvida. mas apenas h´+a grandes causas, porque os HOmens estão cada vez mais pequenos...

Menina_marota disse...

Tens razão! "Uma grande causa, defendida por um grande Homem." (eu não diria melhor)
É por isso, que esta tua "casa" é leitura obrigatória para mim. Relembra factos e pessoas, que a nossa vida, por vezes, nos leva a esquecer. Obrigada por lembrares!
Um abraço e :-)))

http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/

Bandido ORiGInAl disse...

1% do Pib dos paises ricos iria proporcionar uma revolução verdadeiramente humanista no mundo inteiro, assim os senhores do poder o desejassem.

Salut

Anónimo disse...

Nelson Mandela é um Homem de causas. Ícone da luta anti-apartheid, dinimizador das campanhas anti-SIDA, em todo cotinente africano, e agora na linha da frente na luta anti-pobreza. Junta-se a isto, o facto de Nelson Mandela ser o maior estadista mundial vivo.
QUE GRANDE HOMEM!

JRD disse...

Nelson Mandela é a maior figura da contemporaneidade, uma referência para quem está do lado dos explorados e dos excluidos pela Globalização.

pindérico disse...

De quem foi capaz de conduzir a sociedade da África do Sul no sentido da paz e da concórdia, depois de ter sentido, na pele e na alma, a ignomínia do apartheid, só se podem esperar posições desta nobreza.

hamy-pros-friends disse...

Olha-se este Homem e pergunta-se quanta força interior e vontade! Energia e decisão feitas força e interesse pela humanidade. Desprezo é o que sinto pelos maus e usurpadores!

LS disse...

Diria mesmo: mais uma grande causa defendida por alguém que nos mostrou o que é ser maior.

Pedro disse...

... e no entanto, o G7 não aceitou o seu plano de combate à pobreza, segundo li de relance numa dakelas barras dos telejornais. Precisamos de mais provas quanto à insensibilidade e absoluta ganância dos líderes mundiais? É que chega a ser anedótico o quão fácil seria resolver a maior parte dos grandes problemas da Humanidade, apenas com aquela porção de dinheiro em depósito de algumas das maiores fortunas do planeta, ou com o dinheiro gasto em campanhas militares imperialistas, ou com o dinheiro absorvido por elites corruptas do terceiro mundo que são apoiadas pelo ocidente, ou com o dinheiro das multinacionais do tabaco ou cosmética, ou com o dinheiro de hipotéticas campanhas de colonização de Marte... preciso continuar? Algo está muito mal. Era isso a que me referia acerca do Bjorn Lomborg, Armando. Um abraço.

Anónimo disse...

Nelson Mandela é o maior ícone da política mundial!