quinta-feira, fevereiro 17, 2005

República Popular do Absurdistão


Na República Popular do Absurdistão, conhecida pelos norte-coreanos como República Democrática e Popular da Coreia (R.D.P.C.), e mundialmente conhecida como Coreia do Norte, ontem foi dia de comemoração do "principal feriado do país", o aniversário do "Querido Líder", Kim Jong-Il.
Kim Jong-Il nasceu em 1942, na "mais patriótica e revolucionária família coreana". O pai o fundador da República Popular do Absurdistão (R.D.P.C.), dirigiu o país até morrer em 1994. A mãe Kim Jong-suk falecida em 1949 foi " a maior mãe de todas as nobres mulheres que a História regista", o pequeno Kim nasceu "numa cabana improvisada com troncos de árvores, no acampamento onde seu pai comandava a guerrilha, no monte Paektu, o mais alto da Coreia. No céu surgiram nada menos que dois arco-íris e uma estrela cadente". Na realidade nasceu na Sibéria durante o exílio do seu pai. Estudou na Universidade Kim Il-Sung e depois de apresentar uma tese sobre as teorias agrárias do pai, foi trabalhar para um dos organismos do Partido dos trabalhadores Coreanos. É atribuida a Kim Jong-Il uma infindável lista de livros, que inclui manuais sobre jornalismo e tratados sobre cinema, sobre agricultura, sobre medicina, sobre indústria, sobre tudo, no entanto a obra memorável de Kim é o seu livro "O Socialismo é uma Ciência" que para a imprensa local constitui mesmo " um grande acontecimento na História da Humanidade".Em 1974, entrou para o Politburo do partido e terá sido nessa altura que Kim Il-sung o escolheu como seu sucessor. O tio do jovem Kim, Kim Yong-ju, considerado o numero dois do regime, deixou então de ser visto em público, reaparecendo apenas 20 anos mais tarde, quando o sobrinho era já Comandante Supremo das Forças Armadas, com o posto de marechal.Ontem foi "dia de festa para os povos progressistas de todo mundo" pelo comemoração do 63º aniversário do "Querido Líder", acontecimento que, "foi celebrado em todo mundo, do Bangladesh à França, da Polónia ao Paquistão, da Guiné a Singapura, da Rússia à Malásia" declarou a agência KCNA, norte-coreana.
Isto é quase cómico mas este mentecapto para além de oprimir todo um povo, tem armas nucleares que certamente, não terá nenhum remorso em as utilizar se ameaçarem o seu regime.

13 comentários:

polittikus disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
polittikus disse...

Dassss tens razão como não tinha texto confundi este palhaço com o ex-presidente da Répblica Popular da China. Ambos comunas, mas completamente diferentes. As minhas sinceras desculpas...

Anónimo disse...

Não gosto nada da Administração norte-americana, mas se o arriassem do poder ficaria contente.O mundo ficaria melhor sem este palhaço nuclear.

Anónimo disse...

Não gosto nada da Administração norte-americana, mas se o arriassem do poder ficaria contente.O mundo ficaria melhor sem este palhaço nuclear.

peciscas disse...

Deste ditador, como de muitos outros, se dirá, um dia destes:
- desapareceu; o mofo deu-lhe!

francis disse...

Basta olhar para aquele penteado para fácilmente chegarmos à conclusão que o homem toma valium em abundância.
É mais um ditador para a caderneta.

MRF disse...

Fala-se muito pouco das terríveis condições de vida desse povo. A Fome impera. Nas zonas fronteiriças com a China, as crianças arriscam a prisão fugindo para a Fábrica do Mundo. São só crianças a fazê-lo pq se os adultos forem apanhados, são condenados à morte. Essas crianças voltam a arriscar tudo no regresso, com o bolso cheio de algumas moedas preciosas. A maior parte tornam-se pedintes, sem abrigo, na China. Também há mulheres a fazê-lo, que acabam no mercado da prostituição chinesa. Há algum tempo li uma notícia que me incomodou bt: uma criança (14 anos) fora condenada à morte poque vendia "cachorros de carne humana" nas ruas. A miséria conduz esta gente aos comportamentos mais desesperados. Não se conhece o número de "clandestinos", pessoas que por qqr razão são procuradas pela polícia e têm que viver escondidas (normalmente em condições sub-humanas; alguns vivem em tocas em montanhas ou florestas). Muitas famílias foram desestruturadas, crianças metidas em orfanatos, por causa dessas perseguições! Enquanto isso, o filho e provável sucessor ao "trono", adora passear-se nos seus carros de luxo! E, como se sabe, provocando a ordem internacional, os norte coreanos continuam o seu plano de armamento nuclear. O que me pergunto é se essa ameaça não é útil aos USA. Afinal, sem o Perigo norte-coreano, o Japão e a Coreia do Sul, por exemplo, não precisariam tanto do amigo americano. Aquando da invasão ao Iraque, lá estava o Japão, a contragosto, a apoiar George W. Bush!?

Pedro disse...

Com este maluco os EUA não brincam. E porquê? Porque este TEM MESMO armas de destruição massiva. O que se passa na Coreia do Norte é algo de irreal e horripilante. O que podemos fazer? Que sentimento de impotência!...

mfc disse...

Este tipo não existe mesmo.
Mas como não tem petróleo. pode ser que se safe!!!

uivomania disse...

É lamentável que esta realidade exista e por isso, fundamental que seja denunciada. A mrf, no seu comentário, apresenta-nos mais uma série de factos, dignos de reflexão! Infelizmente não falta matéria, por este mundo fora para indignar quem ainda tiver capacidade! Quanto às soluções... está bom de ver, que é curto esperarmos pela acção das organizações instituidas para o efeito. Resta-me perguntar se algum de nós tem e está disposto a pôr em prática algo que surta o efeito no imediato que aparentemente desejamos...

pindérico disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
pindérico disse...

Ora aí está tema para profunda reflexão! Como é possível um regime com estas características em pleno século XXl?
Além de esperar pacientemente que aquela dinastia se esgote ou que dela "saia" alguem com vergonha, que mais pode o mundo civilizado fazer?
Aquele regimen só sobrevive enquanto se mantiver isolado. Tudo o que se possa fazer, para os aliciar, será inteligente.Uma boa razão para desejar que Bush esteja quietinho!

hamy-pros-friends disse...

com este o destravado do Bush não se mete às primeiras