quinta-feira, fevereiro 24, 2005

Década de Setenta


Esta década é marcada pelos filmes de Francis Ford Coppola, "O Padrinho" de 1972 e "O Padrinto-Parte II" de 1974. No filme " O Padrinho", Marlon Brando ao interpretar a figura de D.Corleone atinge o ponto culminante da carreira. Ambos os filmes recem o Óscar de melhor filme do ano, mas Francis Ford Coppola, só receberia o Óscar de realizador do ano pelo filme "O Padrinho-parte II", em 1972 o realizador do ano EM 1971 foi Bob Fosse, pelo filme "Cabaret", onde Liza Minelli receberia o Óscar de melhor actriz do ano. Depois de "O Padrinho", um filme de autor, a Academia começou a ver com outros olhos este novo tipo de filmes. Assim a Academia, nesta década premiou como melhores fimes do ano, "Voando sobre um ninho de cucos", de Milos Forman, em 1975, "Rocky" de John G. Avildsen, em 1976, "Annie Hall", de Woody Allen, ganhando também o Óscar de melhor realizador, melhor argumento e melhor actriz, Diane Keaton, em 1977 e "Kramer contra Kramer" em 1979. Em 1971 Jane Fonda ganha o primeiro Óscar pelo seu desempenho no filme "Klute", e em 1978 recebe o segundo pelo filme "O Regresso dos heróis", Sally Field recebe o seu primeiro Óscar pelo papel de sindicalista no filme"Norma Rae". Jack Nicholson recebe o Óscar de melhor actor no filme "Voando sobre um ninho de cucos", o mesmo acontecendo com Robert de Niro, no filme "Touro Enraivecido", Robert de Niro já tinha ganho em 1974, o Óscar de melhor actor secundário no filme "O Padrinho- Parte II".

3 comentários:

hamy-pros-friends disse...

Marlon Brando não foi um actor, antes um mito...a expressão, a máscara expressiva...admirável de tal forma que parecia a realidade personificada na teatralidade. Dos actores preferidos.

Anónimo disse...

Desta década o filme que mais gostei foi Voando Sobre um Ninho de Cucos.

Menina_marota disse...

Estou ali como o anónimo das 4 horas... adorei sobre um ninho de Cucos... magistral...:-)

Sobre Marlon Brando, reconheço-lhe o mérito, mas nunca teve as minhas preferências...

Abraço ;-)